Skip to main content

Clube que capacita mulheres com HIV conquista maior prêmio do Rotaract

Rotaract Clubs de todo o mundo ganham prêmios pelos excelentes serviços que realizam

Com o Prêmio a Projetos Excepcionais do Rotaract de 2018, o Rotary International reconheceu o Rotaract Club de Edulink International Campus, Sri Lanka, por um projeto que ensina a mulheres com HIV habilidades empreendedoras, capacitando-as a obter renda por meio de um trabalho.

O clube criou a plataforma on-line Dream Store, onde as mulheres podem vender os produtos que fabricam e receber os ganhos diretamente em suas contas bancárias. Depois de se reunir com as mulheres para avaliar seus conhecimentos, o clube fez uma parceria com rotarianos e especialistas locais para ensinar novas habilidades às mulheres ou expandir as que elas já possuem. Elas também receberam treinamento em conceitos básicos sobre negócios e finanças pessoais.

O clube se juntou a várias empresas importantes, incluindo a maior loja de presentes do Sri Lanka, para avaliar os produtos das mulheres a fim de garantir que tivessem uma base de clientes. O clube espera poder remover parte do estigma em torno do HIV e da aids, permitindo que as mulheres mostrem seus talentos, fornecendo às pessoas uma maneira de apoiá-las por meio do comércio e promovendo eventos destinados a educar o público sobre a doença. 

"Antes, essas mulheres estavam desempregadas porque ninguém lhes dava emprego", afirma Nipun Peiris, ex-presidente do clube. "Elas não tinham escolha, a não ser pedir esmola na rua." 

O reconhecimento com o prêmio "confirma nosso trabalho árduo e os obstáculos que superamos", ele comemora. "Estou muito orgulhoso do que conquistamos."

Rotaractianos montam caixas de alimentos para a organização Rise Against Hunger durante a Conferência Europeia do Rotaract. 

O prêmio de melhor projeto multidistrital foi para o Centro Europeu de Informações sobre o Rotaract, uma organização que promove a colaboração e o desenvolvimento de projetos humanitários entre 115 distritos e 24.000 rotaractianos de mais de 45 países. A organização compila as descrições dos projetos e as envia para uma biblioteca, na qual os resultados podem ser compartilhados. Um "acelerador de combinação" serve como mecanismo de busca para conectar clubes com interesses mútuos sobre serviços e amizade.

Para os prêmios deste ano, foram indicados mais de 470 projetos de 59 países. Além do melhor projeto de um único clube e do melhor projeto multidistrital, os prêmios reconheceram projetos humanitários excepcionais em cada uma das seis regiões geográficas. O melhor projeto de um único clube e o melhor projeto multidistrital recebem US$ 1.000 cada um para atividades futuras, e os associados são convidados a inspirar outros rotaractianos no Encontro Rotaract Pré-Convenção, em Toronto, Canadá.

Os clubes a seguir também receberam prêmios pelos melhores projetos em suas regiões.

Ásia-Pacífico: Rotaract Club de Makati San Miguel, Filipinas 

Com o Projeto Mini-Hackathon e PechaKucha, o Rotaract Club de Makati San Miguel, das Filipinas, reuniu profissionais de tecnologia da informação, líderes empresariais, coaches e membros da comunidade a fim de desenvolverem novos aplicativos com o objetivo de solucionar problemas da comunidade. Três protótipos foram testados e provaram ser funcionais no evento, e continuaram sendo desenvolvidos posteriormente. Um aplicativo permite que os usuários encontrem hospitais, locais de evacuação e quartéis de bombeiros durante uma emergência. Outro aplicativo cria currículos para os participantes de uma feira de empregos e os conecta a empregadores compatíveis. O terceiro aplicativo redireciona caminhões de abastecimento durante uma inundação a fim de reduzir os tempos de resposta.

Sul da Ásia: Rotaract Club do Caduceu, Índia 

Associados do Rotaract Club do Caduceu, na Índia, coordenam um check-up médico para famílias de trabalhadores envolvidos na indústria de carvão e mineração.

Rotaract Club do Caduceu, da Índia, lançou o projeto Ground Reality Journey para combater o impacto negativo da mineração de carvão em sua comunidade. Após trabalharem com organizações locais, governo e moradores da vila, os rotaractianos ofereceram exames médicos, instalaram sistemas de separação de resíduos, realizaram seminários de educação em saúde, plantaram árvores e arrecadaram dinheiro para melhorias na escola.

Europa, Oriente Médio e Ásia Central: Rotaract Club de Hipócrates, Marrocos

Estudantes comemoram após receberem bicicletas do Rotaract Club de Hipócrates. Antes, os alunos tinham que caminhar 10 quilômetros por dia para chegar à escola.

Depois de saberem que estudantes da comunidade rural de Imintlit, no Marrocos, normalmente tinham que caminhar 10 quilômetros até a escola, resultando em uma alta taxa de evasão, o Rotaract Club de Hipócrates, no Marrocos, lançou o Action Velos, um programa para arrecadar dinheiro para comprar bicicletas e distribuí-las aos alunos. Em um ano, a taxa de desistência diminuiu de 45% para 23%.

África Subsaariana: Rotaract Club de St Jude's Arusha, Tanzânia 

Jovens recebem treinamento em habilidades empreendedoras e profissionais como parte do projeto do Rotaract Club de St. Jude's Arusha para capacitar jovens desempregados a encontrar emprego.

O Rotaract Club de St Jude’s Arusha, na Tanzânia, como parte do projeto Rotary Vijana Poa, conduziu workshops para 12 jovens desempregados que aprenderam uma variedade de habilidades profissionais, além de fazer sabão e suco. Com a ajuda dos rotarianos, o clube colocou os jovens em estágios remunerados de três meses com empresas locais. Seis jovens foram empregados pelas mesmas ao final do programa, e dois começaram seus próprios negócios para servir a comunidade.

América Latina: Rotaract Club de Belo Horizonte-Leste, Brasil 

Rotaract Club de Belo Horizonte-Leste, no Brasil, fez uma parceria com membros da comunidade e professores voluntários no DoarEduca, projeto que ofereceu cursos e simulados para alunos que estavam se preparando para entrar na faculdade. Os estudantes também participaram de atividades extracurriculares, como visitas a museus e galerias de arte.

EUA, Canadá e Caribe: Rotaract Club de New Kingston, Jamaica 

Rotaract Club de New Kingston, na Jamaica, associou-se a rotarianos e profissionais de saúde em seu projeto Back to School Medical, que forneceu exames médicos gratuitos, limpezas dentárias e exames oftalmológicos a alunos de várias comunidades carentes durante a volta às aulas. Os pais dos estudantes também receberam informações sobre diversos tópicos de saúde.

Quer fazer a diferença no mundo como rotaractiano?

Saiba mais