Skip to main content

Shekhar Mehta, presidente do RI, pede aos países representados na COP26 que protejam os manguezais

 

Por

No dia 10 de novembro, o presidente do Rotary International, Shekhar Mehta, juntou-se à delegação do Rotary na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas em Glasgow, Escócia, para explorar maneiras pelas quais o Rotary pode trabalhar nos desafios ambientais, inclusive restaurando manguezais, um ecossistema crucial que pode mitigar os efeitos das mudanças climáticas nas áreas costeiras.

A cúpula sobre questões climáticas, também conhecida como COP26 (abreviação para Conferência das Partes), reuniu cerca de 100 chefes de estado e governos durante um período de duas semanas para estabelecerem novas metas referentes às emissões de combustíveis fósseis. Esta foi a primeira vez que o Rotary participou da conferência anual.

Mehta copresidiu uma mesa-redonda com Patricia Scotland, secretária-geral da Commonwealth, que se concentrou no papel fundamental que os manguezais desempenham na mitigação e adaptação quanto às mudanças climáticas. Os manguezais captam grandes quantidades de carbono, protegem contra marés de tempestades e erosões costeiras, filtram poluentes e propiciam habitat para a vida aquática, entre outros benefícios.

Dos 54 países da Commonwealth, 33 contêm ecossistemas de mangues que, juntos, representam 22% dos manguezais do mundo. No último meio século, 50% dos sistemas de mangues do mundo foram perdidos devido às mudanças climáticas e à rápida urbanização.

"O mar está inundando as linhas costeiras porque os manguezais se foram", disse Mehta. "Estamos perdendo nosso ecossistema. Quando os manguezais morrerem, nosso sistema marinho e as comunidades costeiras estarão perdidos."

Representantes e especialistas em clima e meio ambiente de mais de 20 países participaram da mesa-redonda e se comprometeram a agir, junto com o Rotary, para salvar e restaurar os manguezais.

Os membros da delegação do Rotary na COP26 foram Judith Diment, diretora da Rede de Representantes do Rotary, que compreende 32 embaixadores não oficiais na ONU e outras organizações internacionais; Doug Wills, representante do Rotary na Commonwealth; Karen Kendrick-Hands, que participou em nome do Grupo Rotary em Ação pela Sustentabilidade Ambiental; e John MacPherson e Tariq Durrani, que ajudaram a organizar um concurso para crianças do Reino Unido criarem cartazes para exibição na conferência.

Nos últimos cinco anos, a Fundação Rotária doou mais de 18 milhões de dólares para projetos ambientais sustentáveis. Em 1º de julho, a Fundação começou a aceitar pedidos de Subsídios Globais relacionados ao meio ambiente, que foi acrescentado como uma área de enfoque em 2020. Os projetos potenciais incluem o uso de energia renovável para combater a degradação ambiental, o cultivo sustentável de alimentos e a proteção das fontes de água.

 

O presidente do Rotary International, Shekhar Mehta (na primeira fileira), copresidiu uma mesa-redonda sobre a importância de restaurar e salvar os manguezais na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021, em 10 de novembro, em Glasgow, Escócia. Representantes de mais de 20 países participaram da reunião.

Foto: COP26

Saiba mais sobre o compromisso do Rotary com o meio ambiente.

18 de novembro de 2021

Rotary International President Shekhar Mehta joined the Rotary delegation to the 26th United Nations climate conference in Glasgow, Scotland, on 10 November to explore ways Rotary can work on environmental challenges, including by restoring mangroves, a crucial ecosystem that can mitigate the effects of climate change in coastal areas.