Skip to main content

Troca de flâmulas: um toque local que promove a amizade global

Uma das tradições mais marcantes do Rotary é a troca de flâmulas entre associados de diferentes clubes. Além de usá-las para decorar reuniões e eventos distritais, os rotarianos também levam flâmulas quando viajam ao exterior para trocarem com os clubes que visitam.    

Elas geralmente incluem símbolos e imagens da cidade, região ou país do clube. Algumas representam tradições culturais ou artísticas locais, com trabalhos em couro, tecelagem, bordados ou desenhos pintados à mão. Muitas flâmulas são verdadeiras obras de arte. 

A troca de flâmulas tornou-se tão popular que, em 1959, o Conselho Diretor do Rotary International começou a se preocupar, pensando se tal prática seria um fardo financeiro para os clubes e pedindo que os associados fizessem tais trocas com prudência, moderação e ponderação.

Hoje, a tradição continua forte, sendo uma maneira de os clubes expressarem sua amizade.

As cerca de 20.000 flâmulas nos arquivos do Rotary representam o orgulho dos clubes por sua cidade natal e sua conexão com o Rotary International.

One of Rotary’s most colorful traditions is members’ exchanging club banners.