Skip to main content

História do Rotary 

História das mulheres no Rotary

A admissão de mulheres aos Rotary Clubs do mundo inteiro, decidida por votação na reunião do Conselho de Legislação de 1989, foi um momento marcante da nossa história.

 “Meus companheiros delegados, gostaria de lembrá-los de que o mundo em 1989 é muito diferente do mundo em 1905. Eu francamente acredito que o Rotary precisa se adaptar a este mundo em evolução”, disse Frank Devlyn, que em 2000-01 se tornaria presidente do RI. 

A conquista foi resultado de décadas de esforços de homens e mulheres do mundo inteiro e diversas votações em Conselhos de Legislação anteriores.

A resposta à decisão foi avassaladora: em junho de 1990, o número de rotarianas havia disparado para mais de 20.000. Em 2016, este número era mais de 250.000.

As mulheres aceitaram imediatamente as oportunidades de liderança oferecidas por seus clubes e até hoje estão causando impacto positivo em comunidades de todo o mundo. Michelle Candland, do Rotary Club de San Diego, EUA, por exemplo, está à frente do esforço para transferir uma escola para estudantes sem teto a um novo prédio.

“Se nós rotarianos estabelecermos o fundamento para trabalhos em que outros membros da comunidade possam participar, poderemos alcançar qualquer meta que estebelecermos,” diz ela. 

Cronograma da história das mulheres no Rotary

  1. 1950

    Um Rotary Club da Índia propõe uma emenda para eliminar a palavra “masculino” dos Estatutos Prescritos para o Rotary Club durante o Conselho de Legislação que se reuniu na Convenção do Rotary de 1950 .

  2. 1964

    A programação do Conselho de Legislação contém emenda proposta por um Rotary Club em Ceylon (atual Sri Lanka), solicitando a admissão de mulheres nos Rotary Clubs. Os delegados votam a retirada da proposta. Duas outras propostas solicitando que mulheres fossem elegíveis à associação honorária também são retiradas.

  3. 1972

    À medida em que mulheres adquirem mais destaque em suas profissões, mais clubes começam a solicitar permissão para admiti-las. No Conselho de Legislação de 1972, um Rotary Club dos EUA propõe a admissão de mulheres ao Rotary.

  4. 1977

    Três propostas pela admissão de mulheres são encaminhadas ao Conselho de Legislação para consideração na Convenção de 1977. Um clube brasileiro propõe que mulheres sejam admitidas a título de associadas honorárias. 

    O Rotary Club de Duarte, EUA, admite mulheres em seu quadro associativo violando os Estatutos do RI e os Estatutos Prescritos para o Rotary Club. Devido a tal violação, o clube é desativado em março de 1978, sendo reativado apenas em setembro de 1986.

  5. 1980

    O Conselho Diretor do RI e Rotary Clubs da Índia, Suécia, Suíça e Estados Unidos propõem uma emenda segundo a qual deveriam ser removidas dos Estatutos e Regimento Interno do clube e do RI, quaisquer referências aos associados que dessem a entender que eles fossem do sexo masculino.” 

  6. 1983-86

    Em processo movido pelo clube de Duarte, em 1983, o Tribunal Superior da Califórnia dá vitória ao Rotary International mantendo que mulheres não deveriam ser admitidas em Rotary Clubs naquele estado. Em 1986, o Tribunal de Justiça da Califórnia reverte a decisão, evitando que a provisão fosse adotada. A Suprema Corte da Califórnia se recusa a ouvir o caso, o qual é encaminhado à Suprema Corte dos EUA.

  7. 1987

    Em 4 de maio, a Suprema Corte dos Estados Unidos decide que Rotary Clubs não podem impedir a admissão de mulheres em seu quadro associativo. O Rotary declara que qualquer Rotary Club nos Estados Unidos tem permissão de admitir mulheres qualificadas. 

    O Rotary Club de Marin Sunrise, na Califórnia (antigo Larkspur Landing) é fundado em 28 de maio, tornando-se o primeiro clube a admitir mulheres depois da decisão da Suprema Corte dos EUA.

    Sylvia Whitlock, do Rotary Club de Duarte, Califórnia, foi a primeira mulher a ser presidente de um Rotary Club.

  8. 1988

    Em novembro, o Conselho Diretor do RI reconhece o direito de Rotary Clubs no Canadá admitirem mulheres com base em uma lei canadense semelhante à sustentada pela Suprema Corte dos Estados Unidos.

  9. 1989

    Em sua primeira reunião após a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos em 1987, o Conselho de Legislação aprova a admissão de mulheres ao quadro associativo de Rotary Clubs de todo o mundo.

  10. 1990

    Em junho, existem aproximadamente 20.200 rotarianas no mundo inteiro. A revista The Rotarian publica um artigo sobre as mulheres no Rotary.

  11. 1995

    Em julho, oito mulheres se tornam as primeiras governadoras de distrito: Mimi Altman, Gilda Chirafisi, Janet W. Holland, Reba F. Lovrien, Virginia B. Nordby, Donna J. Rapp, Anne Robertson e Olive P. Scott.

  12. 2005

    Carolyn Jones começa seu mandato como a primeira mulher a servir como curadora da Fundação Rotária.

  13. 2008

    Catherine Noyer-Riveau assume o mandato de diretora, tornando-se a primeira mulher a integrar o Conselho Diretor do RI.

  14. 2012

    Elizabeth Demaray começa seu mandato, tornando-se a primeira mulher a servir como tesoureira do RI.

  15. 2013

    Anne Matthews começa seu mandato como a primeira mulher vice-presidente do RI.

  16. 2018

    Brenda Marie Cressey inicia mandato como a primeira mulher a servir na função de vice-chair da Fundação Rotária. Entre abril e junho de 2019, ela foi a chair da Fundação, a primeira mulher a servir neste cargo também.