Uma abordagem cuidadosa no Iraque e no Afeganistão

Uma das 15 mulheres beneficiadas pelo projeto Goats for Afghan Families, organizado pela Karadah Project International.
Foto: Safi Haidari
Mercado na cidade de Shindand, onde as cabras são levadas antes de serem doadas.
Foto: Safi Haidari
Mercado da cidade de Shindand, onde o equipamento de processamento de leite é comprado.
Foto: Safi Haidari
As cabras
Mulheres aprendem a ordenhar e cuidar das cabras.
Foto: Safi Haidari
Mulheres observam como o leite das cabras é processado. Elas têm a opção de levar o leite para a casa ou vendê-lo em mercados locais.
Foto: Safi Haidari

Desde 2003 que Rick Burns, um oficial aposentado do Exército dos EUA, tem ajudado pessoas do Afeganistão e do Iraque afetadas pela guerra. Ele viu muitas coisas bonitas, mas também viu o que acontece quando as coisas não dão certo.

Rick lembra-se de uma iniciativa para ajudar na exportação de fruta cultivada no fértil vale Arghandab, no Afeganistão. Foram construídos armazéns, mas como ninguém considerou a distribuição irregular de energia elétrica do país o negócio acabou ficando muito caro.

Ele também viu centros de formação profissional fracassarem devido à escassez de emprego e poços d'água deixando de ser usados por falta de manutenção. Observando tudo isso, Rick decidiu criar a organização sem fins lucrativos Karadah Project International, para ajudar comunidades afegãs e iraquianas a criarem parcerias internacionais para resolver problemas como fome, pobreza e doenças.

Parcerias inteligentes

Em março do ano passado, Rick organizou uma conferência em sua cidade e convidou representantes de 30 organizações sem fins lucrativos que trabalham no Afeganistão e no Iraque para compartilhar seus conhecimentos e recursos.

Rick pediu a ajuda de seu clube, que doou US$1.000 para a Karadah Project International. Todo o dinheiro foi encaminhado para a Shindand Women Social Foundation (SWSF), organização parceira da Karadah no Afeganistão, para possibilitar a compra de duas cabras para cada uma das 15 mulheres, a um total de US$10.000. As cabras não só fornecem alimentos para as famílias, mas também uma fonte de renda. A SWSF também comprou mais 10 cabras para reprodução, para garantir a sustentabilidade do projeto.

A exemplo do modelo da Heifer International, cada família deve doar o primeiro filhote de sua cabra a outra família carente. Na verdade, Rick primeiro se aproximou da Heifer International para obter ajuda para este projeto, mas como a organização não trabalhava no Iraque e no Afeganistão ele contatou a Shindand Women Social Foundation, que poderia adaptar o modelo da Heifer International para atender suas necessidades. A SWSF trabalha com líderes da aldeia para determinar quais famílias recebem as cabras, comprar equipamentos de processamento de leite e proporcionar treinamento para as mulheres.

Enfoque em resultados

Rick viu o sucesso de projetos sendo medidos unicamente pelo dinheiro gasto ou o número de projetos concluídos. "Essas são métricas ineficazes. Eu tento fazer as coisas da maneira certa, mesmo que às vezes demore um pouco mais para obter o resultado esperado."

Rick começou a formar contatos ainda quando estava no Iraque. Em 2008, ele estabeleceu uma parceria entre o conselho do distrito de Karadah (Bagdá) e o Council Bluffs (EUA), através do programa Sister Cities International.

Mais tarde, ele formou uma parceria entre a faculdade de odontologia da Universidade de Bagdá e a Universidade Creighton, nos EUA. Agora, ele espera tirar proveito de uma equipe de formação profissional através do Rotary para promover este relacionamento.

"Tudo o que nós fazemos no Afeganistão e no Iraque é arriscado", diz ele. "Mas se nos focarmos nos resultados que buscamos e não simplesmente no dinheiro gasto, faremos a diferença na vida das pessoas."

Rotary News

17-Jul-2014
RSS