Rotary e estudantes formam parceria em iniciativa hídrica

Connor Kenehan at the Lake Michigan shore near his home. The lake provides drinking water for many of the surrounding communities.
Foto: Bob Kenehan

Connor Kenehan cresceu em um subúrbio de Chicago perto do Lago Michigan onde nunca precisou se preocupar com falta de água limpa. Até que um dia, um trabalho de escola abriu os seus olhos para as disparidades globais no acesso à água e ele decidiu fazer algo para ajudar a sanar este problema.

Kenehan fundou uma organização chamada Well Being depois de ter feito uma pesquisa sobre acesso a água e saneamento para um trabalho de escola quando ainda estava na oitava série da Deer Path Middle School em Lake Forest, Illinois, EUA. Quatro anos mais tarde, o seu trabalho de escola se transformou em uma plataforma de arrecadação de fundos para projetos de fornecimento de água limpa. “Quando vivemos em uma área com tamanha abundância de água, esquecemos do valor deste recurso natural”, diz ele.

Aliados poderosos

Não demorou para Kenehan perceber que os rotarianos poderiam se tornar aliados poderosos no seu empenho. “Meu amigo e eu estávamos em Lake Forest falando com as pessoas e pedindo doações quando fomos abordados por um rotariano”, ele lembra. “Ele nos convidou para ir a uma reunião de Rotary Club.”

O Rotary Club de Lake Forest-Lake Bluff equiparou os fundos que Kenehan já havia arrecadado, o que permitiu que ele doasse US$3.000 a uma iniciativa rotária em Minorca, Espanha, que envia filtros LifeStraws a vilarejos na África. Além de serem baratos, estes filtros podem remover mais de 99% de bactérias e parasitas de até 264 galões de água.

Agora, os associados do clube estão ajudando Kenehan a encontrar mais projetos que precisam de ajuda. Para este fim, ele também conta com o apoio do Grupo Rotarianos em Ação pela Água e Saneamento, o qual avalia projetos humanitários e coloca doadores em contato com voluntários e projetos rotários de todo o mundo, como os poços de água em Guatemala e Zâmbia, e iniciativas de coleta de água de chuva na Índia e Quênia.

De olho no futuro

Recentemente, Kenehan, rotarianos e estudantes da escola Deer Path trabalharam juntos no maior evento de arrecadação de fundos da Well Being. A escola realiza uma caminhada anual para arrecadar fundos para diversas entidades caritativas, doando US$2.500 para o Rotary de Club de Lake Forest-Lake Bluff. O clube planeja se emparceirar com o Grupo Rotarianos em Ação e a Well Being para financiar dois poços de água na Nigéria, país onde apenas 43% da sua população rural tem acesso a fontes de água potável.

“Os estudantes ficaram animados quando souberam que o Rotary estava participando, pois sabiam que os seus fundos seriam destinados a projetos reais”, disse o presidente do clube, Tim Newman. “Agora estamos tentando ver o quanto podemos fazer com estes US$2.500.” O clube já equiparou as doações levantadas pelos estudantes e com o patrocínio corporativo do Grupo Rotarianos em Ação, esta quantia pode se quadruplicar.

Newman espera que a colaboração com os estudantes da Deer Path se estenda por muitos anos, e Kenehan também quer que o relacionamento cresça. “Quero dar continuidade aos trabalhos”, disse Kenehan, hoje estudante universitário da Johns Hopkins University. “Quero fazer o possível para garantir que este problema não caia no esquecimento novamente. É muito fácil nos esquecermos destas questões quando vivemos em um país com tanta abundância de água e saneamento, como o nosso.”

Artigo publicado na edição de janeiro de 2013 da The Rotarian.

3-Aug-2013
RSS