"Schindler britânico" é homenageado por rotarianos

Sir Nicholas Winton, inducted into the Rotarian Peace Hall of Fame, talks about why he joined Rotary.
Video Credit: Rotarian Peace Hall of Fame

Mesmo depois de quase 75 anos, Renata Laxova ainda lembra com tristeza da noite em que sua mãe a colocou em um trem e a mandou para a Inglaterra com outras 100 crianças.

Renata conta que ela tinha apenas oito anos de idade quando sua mãe disse: “Nós te amamos e queremos que você seja feliz e que tenha oportunidade de ir à escola e de brincar. Você sabe tudo o que está acontecendo.”. E ela sabia sim.

Sua mãe estava se referindo às tropas de Hitler que, em 1939, invadiriam seu país, a então Tchecoslováquia. Renata foi uma das quase 700 crianças – a maioria judias – que escaparam de Praga entre 13 de março e 2 de agosto de 1939 graças à bondade e determinação de um homem chamado Nicholas Winton.

Winton, rotariano há mais de 40 anos, entrou para o Rotarian Peace Hall of Fame (hall da fama da paz) em 26 de setembro. A exposição é um projeto dos Rotary Clubs de Lincolnshire (Morning Star), Barrington Breakfast, Skokie Valley, Northbrook e Evanston Lighthouse, todos no Estado de Illinois, nos EUA, e será parte permanente do Museu do Holocausto de Illinois e Centro Educacional de Skokie.

A idade avançada de Winton (104 anos), o impediu de comparecer à cerimônia de abertura da exibição, mas duas crianças que ele salvou, Renata Laxova e Gerard Friedenfeld, estiveram entre os 80 convidados que compareceram ao evento. Além de visitar o museu e ouvir Renata e Gerard contar suas histórias, os convidados assistiram ao documentário sobre a vida de Winton, Nicky’s Family, que é narrado pelo jornalista Joe Schlesinger, outra criança salva por Winton.

Rotarian Peace Hall of Fame

O Rotarian Peace Hall of Fame foi criado para reconhecer os esforços de rotarianos em prol da paz e resolução de conflitos.

“Este projeto rotário permite que os 100.000 estudantes que visitarem o Museu do Holocausto anualmente aprendam sobre a vida e o trabalho de pessoas extraordinárias”, explica David Waring, ex-governador do distrito 6440, EUA.

Renata está feliz que Winton tenha sido a primeira pessoa a entrar para o hall da fama.

“Ele é extremamente humilde e bondoso, e por isso merece esta homenagem”, diz ela.

Winton, que serviu como presidente do Rotary Club de Maidenhead, Inglaterra, recebeu o título de Cavaleiro da Rainha Elizabeth II em 2003. A República Tcheca o indicou ao Prêmio Nobel da Paz e, em 2007, ele recebeu a maior honraria militar do país.

Leia mais sobre Sir Nicholas Winton na revista The Rotarian.

Assista ao ao trailer do documentário Nicky's Family

 

Rotary News

1-Oct-2013
RSS